Envie-nos o seu vídeo!
https://youtu.be/Quc8XIlLdws

ePOP EM DOIS PALAVRAS (OU MAIS UM PEQUENO...)

UMA REDE INTERNACIONAL PARA A JUVENTUDE, LIGAÇÕES INTERGERACIONAIS E PARTILHA DE CONHECIMENTOS

ePOP é uma rede internacional de informação e intercâmbio de cidadãos desenvolvida por Rádio Planeta RFI e aInstituto de Investigação e Desenvolvimento (IRD). O objectivo é simples mas ambicioso: promover a divulgação de informação colaborativa, acessível e de qualidade baseada em testemunhos recolhidos por voluntários jovens, responsáveis e solidários, os "ePOPers". Esta abordagem intergeracional, que envolve de perto a comunidade científica internacional, está em consonância com o desejo de contribuir para os arquivos do património imaterial da humanidade.

A REDE ePOPER

Jovens dos cinco continentes produzem reportagens em vídeo que transmitem as observações e questões das populações locais, para relatar as consequências directas das alterações climáticas e globais que afectam os seus ambientes, ou mais simplesmente a sua vida quotidiana. Nestes pequenos vídeos publicados em epop.network e no Facebook e Instagram, as populações partilham os seus sentimentos e questionam cientistas e especialistas de todo o mundo. Para federar a sua rede, ePOP está a criar oficinas em diferentes países para facilitar o intercâmbio de competências entre os jovens ePOPers.

https://www.instagram.com/tv/B0FkVdjHIWq
O formato Instagram
https://www.facebook.com/ePOPNetwork/videos/474494633108443
O formato do Facebook
https://youtu.be/rBJZfOeJKdU
O formato epop.network

O DEPOIS-POPAPÓS-POP, micro-conferências públicas apresentadas como café/debates, serão em breve organizadas à margem dos grandes eventos internacionais que tratam de questões ambientais e climáticas (COP, reuniões do IPCC, Fórum Mundial do Ambiente, etc.). Concebidos em torno de um painel de peritos, políticos, artistas e líderes de ONG, permitirão aos cidadãos locais debater abertamente as propostas sugeridas durante o dia por figuras e organizações oficiais.

TOMAR FINALMENTE CONSCIÊNCIA DOS SENTIMENTOS DA POPULAÇÃO LOCAL E DAR ALGUMAS RESPOSTAS

O ePOP recorre a peritos que estão conscientes dos sentimentos e questões levantadas nos vídeos. Eles respondem e ilustram o papel da investigação na análise e gestão das questões levantadas. Os temas cobertos pela rede de investigadores mobilizados abrangem vários domínios: erosão, espécies invasoras, gestão da água doce e dos recursos naturais, segurança alimentar, deslocação de populações, preservação do património cultural, impactos sociais...

UMA PLATAFORMA INTERNET PARTICIPATIVA E UMA FORTE PRESENÇA NAS REDES SOCIAIS

ePOP conta com a sua página no Facebook(https://www.facebook.com/ePOPNetwork/ ) e a sua plataforma de descarga intuitiva (epop.network), alimentado pelas produções da rede ePOPers. Todos eles foram concebidos como :

  • Espaços de informação com uma apresentação dinâmica dos temas tratados pelos clubes ePOPers;
  • Espaços de troca que convidam os utilizadores da Internet a dialogar com os ePOPers;
  • Áreas de recursos documentais oferecidos pela biblioteca de meios digitais da IRD;
  • Ferramentas interactivas para informar e divulgar os vídeos feitos por ePOPers.

DEPOIS-POP

A fim de poder discutir em conjunto os testemunhos partilhados nas cápsulas de vídeo, o ePOP inicia regularmente micro-conferências públicas com exibições, em todo o mundo. Os Pós-POP, como são chamados, são concebidos como cafés/debates e são geralmente organizados em locais de encontro tais como fábricas de metais, centros culturais ou salões universitários. Estão organizados em torno de um painel de peritos, políticos, artistas e líderes de ONG e permitem aos cidadãos locais debater abertamente as propostas sugeridas durante o dia por figuras e organizações oficiais. O After-Pops é organizado à margem dos grandes eventos internacionais que tratam de questões ambientais e climáticas (COP, reuniões do IPCC, Fórum Mundial do Ambiente, etc.).

REDES MUITO SOCIAIS

Desde a sua criação, o ePOP tem estado sempre muito presente nas redes. Para além da informação geral disponível no seu website(epop.network) ou mais especificamente relacionada com o concurso (concours.epop.network), as redes Instagram e Facebook acolhem os verdadeiros jornais diários ePOP. Todas as sextas-feiras, quando a cápsula semanal da semana é publicada no FaceBook, é o lugar para debates e observações! Cartazes de todo o mundo vêm para comentar ou apoiar os fabricantes de cápsulas. É assim que se passa entre os ePOPers...

ePOP EM FIGURAS

Com uma rede de ePOPers de 43 países e publicações em 69 línguas e dialectos, a rede participativa ePOP está a ir bem. Com uma mediateca de mais de 1 000 vídeos de seis continentes, que aumenta de dia para dia, uma comunidade em crescimento, três delegações regionais em todo o mundo e centenas de milhares de vinhetas exportadas todos os anos, o ePOP está a ir de vento em popa. Para além das suas numerosas publicações no Facebook/Instagram, a vida da comunidade é também alimentada pelo jornalismo baseado em soluções que é partilhado diariamente nas nossas ferramentas.